27 de out de 2010

Nerds - Fugalaça

Quem leu o ultimo post sabe que eu resolvi reler Harry Potter e por isso a resenha que eu vou fazer hoje vai ser bem mais uma sinopse do que resenha. A propósito, HP vai muito bem, obrigada e assim que eu terminar por aqui, Harry vai para Hogwarts junto com o Rony em um carro enfeitiçado.
Depois da minha decepção com a ultima musica eu fico um tanto insegura para falar de um livro que eu ainda não li, principalmente quando eu li tantas criticas severas a ele, apesar de também ter lido que o livro era realmente muito bom. Mas eu to entusiasmada com esse livro, a capa é totalmente diferente e na hora me lembrou Anjo_do_Sagrado_Coração (Na verdade a sinopse também me lembra AdSC) e a autora também é de se chamar atenção: filha de Dias Gomes, um grande roteirista da Tv brasileira - eu sou nova demais pra ter visto qualquer novela dele, mas os nomes que eu li eram famosos - que morreu quando a autora - Mayra Dias Gomes - tinha só 11 anos, só que o que mais chama a atenção é o fato de ela ter escrito Fugalaça aos 17 e o te-lo publicado aos 19. Eu fiquei de boca aberta com isso, eu tentei escrever algumas historias mais nunca consegui ir muito longe e eu tenho quase 17.
Quanto a historia eu não posso falar muito, eu fico dependente da descrição da saraiva: "Mayra Dias Gomes estréia na literatura desenhando um retrato da juventude contemporânea e de seu desespero. Com linguagem pop, ágil e atual, ela narra a surpreendente história de Satine, espécie de alter-ego que mergulha fundo no clichê sexo, drogas e rock'n'roll após perder o pai aos 11 e ver sua vida tomar novos rumos." uma outra coisa que me chamou a atenção foi algumas citações do livro: "...Alguém que morresse de ciúme de todos os meus amigos e me xingasse toda vez que ficasse insegura. E que eu pudesse curar essa insegurança com um simples olhar ou demonstração de afeto. Um amor que me instigasse a tatuar seu nome por lugares espalhados do meu corpo, que pertenceria só a ele. Que me fizesse comprar seu perfume e usá-lo em todas as minhas roupas para cheirá-las e senti-lo quando ele não estivesse comigo. Que me fizesse escrever poemas e músicas intensas explicando por A+B o por que de ele ser a razão da minha vida."outro que eu gostei foi: "Sempre gostei de andar de salto agulha na beira do penhasco, saboreando o perigo e sentindo o vento borrar minha maquiagem e bagunçar meus cabelos. Costumava correr na beirada, sabendo que um passo significaria o fim... Eu fui uma amante fiel do perigo. Nunca escondi os gemidos de prazer que me proporcionava nas profundezas dos meus lençóis. Era tudo tão excitante, era tudo tão ilusório..."
E com esse ultima citação eu deixo a sociedade carioca do sexo, drogas e rock and roll e vou para uma Inglaterra de bruxarias.

2 comentários:

  1. Nossa eu fiquei super de olho nesse livro, eu adorei as frases dele, ams sera q vale a pena comprar?

    ResponderExcluir
  2. As frases são otimas mesmo, tbm to em duvida entre comprar e não, acho q eu vou pedir p/ embrulharem p/ presente ai qualquer coisa eu troco ;)

    ResponderExcluir