7 de nov de 2010

Idiotas - Classicos Fantasticos

A editora Lua de Papel (mesma editora de Jane Austen - A Vampira e daquela versão de o Morro dos Ventos Uivantes que na capa fala do Edward e da Bella) seguindo a linha dos americanos que estão parodiando os livros da Austen e mais alguns, também parodiou 4 dos nossos clássicos brasileiros; Senhora, O Alienista, Dom Casmurro e Escrava Isaura. Aqui vai a sinopse dos 4 livros.
Senhora, A Bruxa - Aurélia Camargo é poderosa, rica, linda e solteira, ela consegue enfeitiçar todos os homens à sua volta. Uma mulher assim tinha que esconder algum segredo. Nesta versão do romance o folhetim de época vira uma trama sobrenatural, com elementos de magia. A vingança de Aurélia contra o ex-namorado agora é elaborada com a ajuda das misteriosas irmãs Blair - feiticeiras que há mais trezentos anos semeiam a discórdia entre os pobres casais apaixonados. Aurélia, neste livro, está envolvida no plano maligno das irmãs Blair, feiticeiras celtas em busca de vida eterna e para realizar a poção mágica que as fará viver para sempre, as bruxas precisam conseguir: 4 lágrimas de amor, 2 juras de ódio e 1 gota de sangue (obtida em ferimento feito pelo ser amado, com objeto de prata e na intenção de matar).
O Alienista Caçador de Mutantes - é uma versão revisitada de um dos contos de Machado de Assis. A vila de Itaguaí é alarmada pela queda de uma nave espacial e por uma névoa que causa mutações alienígenas. Quem cuidará do caso é o médico Simão Bacamarte, que recebeu do povo a
alcunha de alienista, uma combinação de alien com especialista.
Dom Casmurro e os Discos Voadores - A personagem Capitu, de Machado de Assis, tinha como principal característica os dissimulados olhos de ressaca. Nesta versão de 'Dom Casmurro', o mistério por trás dos olhos de Capitu vai além, está diretamente ligado ao mar. A trama romântica sofre a interferência de seres alienígenas e andróides, disfarçados sob os personagens originais de Machado. Cabe ao leitor, identificar quem é quem. Bentinho não está apenas envolvido no triângulo amoroso, mas numa disputa de forças intergalácticas. Um combate entre as evoluídas civilizações reptiliana e aquática, que habitam o planeta Terra há milhões de anos.
Escrava Isaura e o Vampiro - Este é um livro de humor e terror. Se fizer a leitura à noite, deixa a luz acesa, vampiros e zumbis atacam no escuro, além de ser difícil de ver as letras. Criado por Jovane Nunes, encontra sua melhor descrição nas palavras do próprio autor: “Esta obra horripilante é baseada em fatos mentirosos e qualquer semelhança com a realidade é mera criação do autor. Digo isso para fugir de qualquer tipo de reclamação na justiça. Meus advogados e a própria editora me aconselharam a tomar esse cuidado. É possível que algum vampiro se sinta prejudicado em sua imagem e queira me processar. Quanto a isso, deixo claro que não tenho nada contra os vampiros. Particularmente, não gosto de beber sangue, mas não tenho nada contra quem faz isso socialmente”.
Parodias costumam ter algum humor (o autor de escrava Isaura e o vampiro pelo menos mostrou ter) e pra quem é fã sempre é legal ler esse tipo de livro. Eu, por exemplo, estou louca para ler Senhora, a Bruxa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário