19 de fev de 2011

Nerds - Um Grito de Amor do Centro do Mundo

Se esse não for um dos melhores títulos que você já leu eu corro pelada pela Paulista. Uma vez minha professora disse que o que faz você comprar um livro é o titulo, eu descordei dizendo que é a capa, agora eu vou ter que voltar atrás no que disse.

Além do titulo, outro motivo por eu ter comprado UGdAdCdT foi por se passar no Japão, quer dizer, quantos livros de autores japoneses você já leu? Esse foi o meu primeiro. Quanto à historia eu não tinha sentido grande entusiasmo; Menino e menina se apaixonam, mas ela fica doente e morre (Um Amor Para Recordar diz alguma coisa?). Mas é só esse ponto que eles têm em comum.

Sakutarô é ainda um garoto quando conhece Aki na escola em que estuda, numa cidadezinha japonesa. Ela é bela, inteligente e popular, e eles logo se tornam amigos inseparáveis. Mas, conforme Sakutarô amadurece, ele começa a ver em Aki mais do que apenas uma amiga. Em pouco tempo, sua relação se transforma numa paixão arrebatadora. Os adolescentes trocam juras de amor; prometem nunca mais se separar. Mas uma tragédia fará com que o destino de ambos seja irremediavelmente alterado.

Um Grito de Amor do Centro do Mundo é um dos romances japoneses mais lidos de todos os tempos, foram mais de 3,5 milhões de exemplares vendidos no Japão e traduzido em 5 línguas; Português, Inglês, Espanhol, Frances e Alemão.

UGdAdCdT foi lançado em 2001 e é narrado em 1° pessoa. Logo no começo agente já descobre que a Aki morreu, conforme o livro vai passando agente descobre como eles se conheceram e que doença ela tinha. Não é o tipo de livro que pinga açúcar, mas ainda assim ele fofinho.

O que me chamou a atenção no livro foram as diferenças entre os japoneses e nós e também algumas conversas entre os personagens. Por exemplo, se após a morte duas almas podem ficar juntas ou se se casar com uma pessoa gostando de outra é traição e também:

“Se tivéssemos pouca comida, eu daria a minha parte para você, Aki. Se tivéssemos pouco dinheiro, eu deixaria de comprar o que queria para poder comprar o que você queira. Se você dissesse que a comida estava gostasse, eu me sentiria igualmente satisfeito e, se você fosse feliz, eu também seria igualmente feliz.”

PS: Em breve teremos outra promoção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário